Na próxima segunda-feira, dia 4, Valinhos inicia a Campanha de Vacinação Contra Gripe oferecida nas 13 Unidades Básicas de Saúde do município, garantindo maior proteção da população prioritária. As imunizações prosseguirão até o dia 22 de maio, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

De acordo com a Secretaria da Saúde, o medicamento demora entre 20 dias e um mês para fazer efeito por completo. O objetivo é reduzir o número de internações causadas pelo vírus. Inclusive, do grupo prioritário, que está mais adepto à contaminação. A meta no Ministério da Saúde é imunizar 80% do público- alvo até o fim da campanha.

Fazem parte do grupo prioritário, os idosos, trabalhadores de saúde, indígenas, crianças entre dois e cinco anos de idade, gestantes, puérperas (mães em até 45 dias após o parto), portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, detentos e funcionários do sistema prisional.

Ainda segundo a Secretaria, os grupos prioritários continuarão sendo vacinando até o término das doses. Gestantes fazem parte de um grupo de risco para complicações da gripe, e devem se proteger, assim como os doentes crônicos.

Além de imunizar a população contra a gripe A H1N1, a vacina, produzida pelo Instituto Butantã, também protege a população contra outros dois tipos do vírus influenza: influenza A H3N2 e B.

Ação especial nos asilos - No último sábado, 25, a equipe da Saúde esteve em oito asilos para imunizar o grupo da Terceira Idade. Ao todo, 80 idosos foram vacinados durante a ação realizada nos seguintes pontos: Recanto dos Velhinhos, acamados do programa ‘Melhor em Casa’, Aconchego dos Avós, Casa de Repouso Bem Viver I, Casa de Repouso Bem Viver II, Lar São Joaquim, Casa de Repouso Boa Vista e Vita Bela.

Índices 2014 – Dos grupos considerados prioritários, até o dia 1º de agosto do ano passado, foram 24.091 imunizações em Valinhos. No total, a marca alcançou 85,84% de aplicações da vacina, 5,84% a mais do que o estipulado pelo MS. “Este ano, queremos ultrapassar esses índices trazendo mais segurança e eficácia à população que é nossa maior prioridade”, destaca Rita Longo.

Saiba mais -  A vacina, além de proteger contra a gripe, reduz o risco de dificuldades respiratórias e pneumonia, segundo informações da Secretaria de Saúde. São necessárias duas semanas para que a vacina comece a fazer efeito. O contágio da gripe ocorre por secreções das vias respiratórias. O vírus também é transmitido da forma indireta, por meio das mãos que podem levar o agente infeccioso direto à boca, olhos e nariz. Medidas simples como lavar as mãos com frequência ajudam a evitar o contágio.

 

Dia ‘D’ da Mobilização

A Secretaria de Saúde, promove, no próximo dia 9 de maio, o dia ‘D’ da mobilização contra a gripe nas 13 Unidades Básicas de Saúde, das 8h às 17h. Com exceção da UBS Macuco que estará aberta das 8:00 às 12:00 e da UBS Reforma Agrária que estará aberta das 13:00 as 17:00 horas.

Para serem imunizados, os munícipes devem procurar uma das Unidades Básicas de Saúde, de acordo com a região que mora: UBS Reforma Agrária, UBS Macuco, UBS São Bento, UBS Jurema, UBS São Marcos, UBS Jardim Imperial, UBS Maracanã, UBS do Bom Retiro, UBS Jardim Pinheiros, UBS Paraíso, UBS Central, UBS Centro de Saúde II e UBS Santo Antônio.