A Rota das Bandeiras se comprometeu a iniciar as obras contra enchentes na Avenida Invernada, em Valinhos, no mês de abril de 2018.

Representantes da empresa estiveram reunidos com o prefeito Orestes Previtale, na Prefeitura, para acertar os detalhes dos trabalhos.

Pela proposta, até o final do ano que vem o córrego deve estar canalizado no trecho de 900 metros entre a região do Clube Valinhense e a Faculdade Anhanguera e também no trecho que corta o terreno da Unilever. O custo da intervenção será totalmente bancado pela concessionária.

A expectativa é de que, com os trabalhos, a região deixe de sofrer com enchentes e alagamentos, um problema que atormenta a cidade há mais de 20 anos.

No mês passado, o Município e a Unilever já tinham anunciado que a empresa também fará obras de canalização do córrego dentro de seu terreno. O início está previsto para abril/2018.

A obra da Rota das Bandeiras é uma determinação do Ministério Público. A empresa assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) quando construiu o Anel Viário Magalhães Teixeira, se comprometendo a realizar a canalização do córrego.

O trabalho ainda não foi feito porque engenheiros da Rota das Bandeiras alegavam que a obra não teria eficácia se a Unilever não realizasse as intervenções dentro de seu terreno antes ou ao mesmo tempo. Anos se passaram até que ambas as empresas assumissem a responsabilidade de enfrentar o problema.

Além das duas empresas, a Prefeitura de Valinhos também terá que realizar uma parte das obras. As intervenções correspondem à ligação entre a canalização do córrego e o terreno da Unilever e também à saída do curso d’água da empresa até o Ribeirão Pinheiros (cortando a Avenida Gessy Lever).

O prazo definido para o início das obras é o fim da temporada de chuvas, que se encerra historicamente em março. Se fosse realizada antes, a obra corria o risco de ser prejudicada com as chuvas.

FONTE: PMV