Diversas ações ocorrem simultaneamente no município; até o momento cidade registra apenas 1 caso da doença, número bastante inferior ao ano passado 

 

Com o auxílio da população e do ‘Disk Dengue’, a Prefeitura de Valinhos, por meio da Secretaria de Saúde, tem conseguido realizar ações de combate ao mosquito Aedes Aedes Aegypti em propriedades abandonadas e ou imóveis fechados. Na última semana, dois locais receberam vistoria da equipe da Saúde Coletiva que constatou diversos pontos com focos do mosquito.

A equipe da Prefeitura está amparada por legislação que permite o ingresso forçado em imóveis quando há suspeita de focos da doença. Entre dezembro e fevereiro, quatro ingressos foram realizados pela Prefeitura com sucesso.

Nesta semana, dois locais receberam limpeza e aplicação de larvicidas e fumacê, após denúncias de moradores da cidade. Em uma chácara, na região da Fonte Mécia, foram encontrados mais de 100 carros abandonados, além de restos de entulhos e materiais em desuso.

Nesses casos, os proprietários são notificados e há um prazo para que realizem a limpeza do local. Caso o procedimento não seja feito, a Prefeitura realiza o ingresso forçado no local, procede a limpeza e aplica multa ao morador, que pode chegar a R$ 3 mil.

Em outra casa vistoriada, no Jd. dos Pinheiros, muita água suja e com focos do mosquito foram eliminadas por meio do recolhimento de vasos de plantas, pneus e materiais acumulados. No início de janeiro um prédio abandonado no Jd. Maracanã também recebeu a intervenção da Prefeitura.

A obra está paralisada há anos e os donos residem em outro estado, o que tem dificultado a notificação. Um mutirão de limpeza e aplicação de larvicidas foi realizado no local.

No final do ano passado, um restaurante desativado na região do Country Club, recebeu a intervenção da municipalidade, após denúncias de moradores. O dono foi notificado e multado e a limpeza realizada pela municipalidade.

 

Município realiza “Dia D de Combate à Dengue na Educação”

Valinhos realizou duas ações específicas que marcaram o mês de fevereiro, quando se comemora o mês de combate à doença, que atingiu no ano passado mais de 1,5 milhões de pessoas no Brasil.

Apesar dos índices valinhenses terem sido considerados satisfatórios pelo Ministério da Saúde (1.048 para uma população de 120 mil habitantes), a Secretaria de Saúde preparou desde novembro, uma megaoperação de combate ao mosquito, com ações paralelas que ocorrem simultaneamente durante os meses mais quentes do ano.

Duas palestras de conscientização ocorreram na semana, ministradas pela equipe da Saúde Coletiva do município. A primeira foi realizada no dia 19, com os estudantes da Emeb Prof. Neize Quaglio Mathedi. no Jd. Jurema.

Na quarta-feira, 24/2, agentes da Saúde estiveram nos paços públicos para realizar ‘O Dia da Faxina’ com a limpeza de todas as repartições municipais. A equipe também realizou vistorias e manteve contato direto com a população e servidores públicos, passando orientações sobre formas de prevenir à dengue, sintomas da Chikungunya e Zika Vírus, entre outros cuidados.

Na noite de quarta-feira, a equipe também esteve reunida com os moradores do Condomínio Portal do Jequitibá realizando ações preventivas.

Além destas ações, o programa de atividades continua, com visitas às casas em horários após o expediente; aplicação de cloração e larvicidas em locais que aguardam a drenagem de águas; implantação de lâmpadas UV com capacidade de atrair os insetos; processo de nebulização em áreas verdes e locais com maior incidência da doença; ‘Operação Cidade Limpa para retirada de bens inservíveis, evitando o acúmulo de lixo e água parada; visitas constantes a pontos estratégicos, como: borracharias, cemitério e recicláveis.

A população também tem ao seu dispor o Disk Dengue 3829-5671, canal exclusivo que recebe denúncia de moradores sobre possíveis focos da doença.

 

Casos de dengue em Valinhos permanecem inferiores ao ano passado

Os trabalhos de combate ao mosquito têm dado resultado positivo em Valinhos. Entre 1º de janeiro a 24/2, Valinhos contabilizava apenas 1 caso (autóctene) positivo da doença, número bastante inferior ao do mesmo período no passado.  Até o momento são 64 notificações, sendo 3 de outros municípios, 9 negativos e 51 aguardam resultados.

A categoria ‘outros municípios’ foi instituída recentemente pelo Ministério da Saúde e agora faz parte da terminologia utilizada para divulgação oficial. Essa categoria considera os pacientes que aguardam resultados, mas residem em outras cidades, embora tenham sido atendidos em Valinhos.