Os oito títulos selecionados pelo evento paulistano integram o Circuito CPFL de Arte e Cultura com o apoio da Prefeitura

A Mostra Internacional de Cinema ‘Uma mostra das mostras’ começa nesta segunda-feira, 27/6, na cidade, pela primeira vez, e se estende até dia 30/6. Será uma seleção com os melhores filmes da mostra internacional de cinema, que neste ano completará 40 anos e tem contemplado algumas cidades do interior paulista. Com entrada gratuita, os amantes da sétima arte poderão conferir no Auditório Municipal alguns dos destaques da produção cinematográfica contemporânea presentes em um dos festivais de cinema mais importantes e tradicionais do país.
Serão duas sessões diárias, com a exibição de oito filmes (veja abaixo a programação). A promoção é do Instituto CPFL com o apoio da Prefeitura e parceria da Secretaria de Cultura e Turismo. A mostra também tem apoio do Proac (Programa de Ação Cultural), do Governo do Estado. Para o secretário André dos Reis, será uma rara oportunidade para o público conferir um apanhado do que o cinema contemporâneo mundial está produzindo, além das principais tendências, temáticas, narrativas e estéticas.
“Pela primeira vez em nossa cidade estamos recebendo uma Mostra Internacional de Cinema. É uma honra, pois esta parceria com a CPFL vem ao encontro da proposta de dinamizar a Cultura de Valinhos em suas várias vertentes. Também será uma boa oportunidade de revivermos os tempos áureos do cinema em Valinhos no mesmo espaço onde no passado funcionou o único cinema do município, o ‘Cine Saturno’, com a exibição de filmes nacionais e internacionais”, destaca o secretário André dos Reis.
Embora a entrada seja gratuita, será possível por sessão acomodar o público apenas dentro da capacidade máxima do Auditório que conta com 473 poltronas.
“Desde 2003, desenvolvemos um amplo programa cultural que possibilita o encontro do público com os mais renomados artistas e intelectuais do país – seja pelas atividades presenciais, seja pela transmissão de nossos eventos pela internet, pelo rádio ou pela TV aberta. Esse repertório é o que permite refletir e compreender, de forma aberta e democrática, as complexidades do nosso tempo. Não é outro o papel da sétima arte, e é por isso que temos orgulho em colaborar com a realização da Mostra e levar alguns dos destaques de sua última edição para as cidades do interior de São Paulo”, afirma Mário Mazzilli, diretor-superintendente do Instituto CPFL.

Saiba mais – Além de Valinhos, a primeira cidade a receber a programação foi Franca, seguida por Marília, respectivamente em abril e maio. A Mostra Internacional de Cinema exibiu, no ano passado, 312 títulos de 62 países em seis seções: Competição Novos Diretores – que exibe títulos de diretores que tenham realizado até dois longas; Perspectiva Internacional – que apresenta um panorama do recente cinema mundial; Retrospectiva – seção com clássicos e títulos restaurados de importantes diretores; Homenagens – a diretores e/ou cinematografias e Apresentações Especiais – sessões em espaços alternativos ou de filmes que completam obra de diretores, além da Mostra Brasil – títulos brasileiros inéditos em São Paulo.

Confira a programação

27/6, segunda-feira

18h – MARINA, de StinjnConinx (classificação: 12 anos)
Sinopse: Itália, 1948. O jovem Rocco cresce na Calábria, até que um dia seu pai Salvatore decide ir para a Bélgica, onde luta para ganhar dinheiro trabalhando numa mina de carvão. Logo, ele manda buscar a família. Do dia para a noite, Rocco vira um imigrante e tem que lidar com a nova situação. Rocco quer ser como os outros jovens, quer tornar-se alguém e ter um propósito na vida. Contra a vontade de seu pai, ele encontra um escape na música e no amor. Baseado nas memórias de infância do cantor ítalo-belga Rocco Granata.

20h – OS EUA x JOHN LENNON, de David Leaf e John Scheinfeld (classificação: 14 anos)
Sinopse: “De todos os documentários já feitos sobre John Lennon, este é o que ele amaria”, disse Yoko Ono, a viúva de Lennon. Antes do Iraque, da administração George Bush, antes de Bruce Springsteen e Pearl Jam, houve John Lennon. O celebrado astro da música que usou sua fortuna e sua fama para protestar contra a Guerra do Vietnã e lutar pela paz mundial. O documentário mostra a transformação do Lennon artista no ativista social e como o governo norte-americano tentou silenciá-lo e expulsá-lo do país. Não é apenas um episódio isolado da história americana, mas sim um fato relevante na atualidade. Focando-se no período 1966/1976, o documentário aborda ainda a luta pelos direitos civis, a nova esquerda e os movimentos políticos, a decepção com o governo Nixon, o caso Watergate. Também são mostrados o ativismo político dos afro-americanos Angela Davis e Bobby Seale, os jornalistas Carl Bernstein e Walter Cronkite, o veterano do Vietnã e ativista Ron Kovic, o historiador e novelista Gore Vidal, entre outros. Mas Lennon é a voz e a presença central do documentário. Ele surge como jamais havia sido visto: uma pessoa de princípios, engraçado, um jovem homem extraordinariamente carismático, que se recusa a ficar calado frente às injustiças. Yoko Ono, ao contrário da imagem feita pela imprensa e pelos fãs, surge como fator agregador e importante nas decisões políticas do músico.

28/6, terça-feira

18h- SINGULARIDADES DE UMA RAPARIGA LOURA, de Manoel de Oliveira (classificação: livre)
Sinopse: Macário conta a uma desconhecida que viaja ao seu lado no trem para o Algarve as tribulações de sua vida amorosa. Recém-contratado como contador na empresa de seu tio Francisco em Lisboa, ele se apaixona perdidamente por uma moça loira que mora na casa do outro lado da rua. Ele a conhece e decide pedi-la em casamento. De forma inesperada, tio Francisco se opõe categoricamente e o expulsa de casa. Mas Macário consegue enriquecer no Cabo Verde e termina por obter a permissão de seu tio para o casamento. É então que ele começa a descobrir as singularidades do caráter de sua noiva. Baseado em um conto de Eça de Queirós.

20h -BWAKAW, de Jun Robles Lana, (classificação: 14 anos)
Sinopse: René é um velhinho gay mal-humorado que vive sozinho e só tem como companhia um cachorro vira-lata chamado Bwakaw. Ele saiu do armário há apenas pouco tempo e insiste em reescrever seu testamento para redistribuir seus pertences aos “amigos”. Enquanto evita ter que lidar com o caixão que comprou em promoção anos antes e que fica no seu sítio, ele é obrigado a procurar a ajuda de outras pessoas quando Bwakaw fica doente.

29/6, quarta-feira

18h – TIO BONMEE, de ApichatpongWeerasethakul (classificação: livre)
Sinopse: Sofrendo de insuficiência renal, tio Boonmee escolhe passar seus últimos dias na floresta, cercado por pessoas que o amam. O fantasma de sua falecida mulher aparece para tomar conta dele, e seu filho desaparecido há tempos retorna para casa numa forma não-humana. Refletindo sobre as causas da doença, Boonmee anda pela floresta lembrando-se de suas vidas passadas em forma de homem ou animal. Ele chega a uma misteriosa caverna no topo de um monte : o lugar de origem de sua primeira vida.

20h – SEMPRE BELA, de Manoel de Oliveira (classificação: 12 anos)
Sinopse: Manoel de Oliveira faz um tributo a Luís Buñuel, diretor e roteirista, e a Jean-Claude Carrière, roteirista, do filme A Bela da Tarde (Belle de Jour), de 1967. Ele destaca duas das mais estranhas personagens do filme original e as revive, 38 anos depois. O personagem masculino detém um segredo de crucial importância para o estado de espírito da personagem feminina. Eles se reencontram. Ela tenta evitá-lo. Ele a segue e atrai sua atenção para revelar o tal segredo. Ela quer saber o que ele havia contado para o seu marido, quando este estava mudo e paralítico. É uma situação tensa. Ele satisfaz seu sadismo nessa vingança particular contra a mulher. Inspirado em livro de Joseph Kessel.

30/6, quinta-feira

18h – IRMÃS JAMAIS, de Marco Bellochio (classificação: 12 anos)
Sinopse: Uma mistura de documentário e ficção nostálgica e fantasiosa que retrata em seis episódios uma história sobre a família do diretor em Bobbio entre 1999 e 2008. Elena tem cinco anos e é criada por suas tias – irmãs de Bellocchio na vida real –, enquanto sua mãe Sara tenta a sorte como atriz em Milão. Giorgio, tio de Elena, tem uma relação difícil com a irmã e a recrimina por não criar a menina. Mas assim que Sara consegue se sustentar, resolve levar a filha com ela. Elena deixa a vila e suas tias pra trás. Enquanto isso, Giorgio, endividado até o pescoço, se esconde de seus credores em Bobbio.

20h -RUN AND JUMP, de Steph Green (classificação: 14 anos)
Sinopse:Vanetia reconstrói sua vida depois que seu marido sofre um derrame que muda sua personalidade. Entra em suas vidas o pacato pesquisador americano Ted Fielding, que fica hospedado com eles durante dois meses para documentar o processo de recuperação do casal. Inicialmente, Venetia não se sente bem sendo estudada, mas logo começa a se acostumar com Ted. Uma nova família começa nessa história de amor nada convencional.

SERVIÇO:
Mostra Internacional de Cinema em Valinhos
Circuito CPFL de Arte e Cultura
Período: de 27 a 30 de junho (de segunda a quinta-feira)
Local: Auditório Municipal de Valinhos
Endereço: Rua Vinte e um de Dezembro, 66 – Centro / Valinhos
Tels:19 3869-4049 e 19 3871-3646
Capacidade do auditório: 473 lugares.
Entrada gratuita, por ordem de chegada, até a lotação máxima da sala

FONTE: PMV